Conheça o Circuito Turístico Taypa de Pilão

O Circuito Turístico Taypa de Pilão reúne bens históricos nacionais, tombados pelo IPHAN – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, em visitas guiadas que podem ser realizadas em cada cidade componente: Aldeia de Carapicuiba, Barueri, Cotia, Embu das Artes, Santana de Parnaíba e São Roque.

Os primeiros trezentos anos iniciais da colonização do planalto paulista foram caracterizados pela presença de grandes fazendas, bem como de aldeamentos geridos por religiosos jesuítas, no entorno da Vila. O cotidiano brasileiro dessa época acontecia no sertão, sendo que a Vila de Piratininga era frequentada em época de festas religiosas e breves negócios na cidade dos poderosos à época.

Ambas estruturas eram auto-suficientes, e muito pouco do que produziam revertia para a Metrópole Portuguesa. Muitas vezes os interesses de jesuítas e fazendeiros foram conflitantes, principalmente em função da tutela sobre os índios.

As construções do período eram realizadas sob uma técnica construtiva conhecida como Taipa de Pilão. As necessidades domésticas exigiam que as instalações dessas edificações fossem nas proximidades de uma aguarda, à meia encosta, porém as grossas paredes de barro socado deveriam ser levantadas em terrenos planos; isso explica porque, em toda a região do Circuito Taypa de Pilão, de topografia mais acidentada, os seus construtores eram obrigados e situá-las no alto dos morros, onde os aclives são mais suaves.

O Circuito

TAYPA DE PILÃO I
Santana de Parnaíba / São Roque

TAYPA DE PILÃO II
Carapicuíba / Cotia / São Roque

TAYPA DE PILÃO III
Carapicuíba / Embu das Artes

TAYPA DE PILÃO IV
Barueri / Santana de Parnaíba / Cotia

TAYPA DE PILÃO V
Barueri / Embu das Artes

TAYPA DE PILÃO VI
Embu das Artes / Cotia

História

A História do Bandeirismo Paulista ganha vida no “Circuito Taypa de Pilão”, onde o visitante revive o período da ocupação do oeste do Estado de São Paulo. Em meio aos bens tombados pelo seu valor histórico, mescla-se religião, arquitetura, exploração racial, riquezas artísticas e naturais.

O “Circuito Taypa de Pilão” constitui-se de visitas guiadas às cidades de Barueri, Carapicuíba, Cotia, Embu das Artes, Santana de Parnaíba e São Roque, onde estão presentes elementos da arquitetura de taipa de pilão. Essa forma de construção caracterizou as construções paulistas de uma época em que era necessário reconhecer, expandir e dominar o interior do território brasileiro, servindo como morada e base para ações bandeiristas.

Em seu modelo ideal, apresentava paredes feitas com terra socada em fôrmas de madeira, entrecortadas por folhas de tabatinga e sustentadas por toras que, depois de retiradas, deixavam buracos na taipa, como pequenas janelas. A taipa é um material ecológico, perfeitamente adaptado às condições que os bandeirantes encontraram na época do desbravamento.

A madeira era trabalhada em complexas estruturas de telhado e portas, criando contrastes interessantes e respondendo de forma prática às necessidades da época. A religiosidade é presente em quase todas as construções, harmonizando o ambiente com santos e crucifixos.

Toda essa riqueza escondida no interior do estado foi um dia instrumento essencial do trabalho desses desbravadores bandeirantes e hoje, restaurada, ressurge para contar a verdadeira história paulista de força, fé e coragem. Venha desbravar o interior do estado de São Paulo nesse diferente passeio!

São Roque

São Roque é um bom programa para escapar do agito da capital paulista, que fica a cerca de uma hora de São Paulo. Os hotéis são ótimos para relaxar durante o fim de semana e alguns ficam em grandes áreas verdes.

O suco de uva e o vinho de mesa que fizeram a fama da cidade nas décadas passadas continuam atraindo visitantes, assim como a pitoresca pista de esqui e snowboard.

Embu das Artes

Não é à toa que os moradores e a prefeitura se engajaram para mudar o nome da cidade para “Embu das Artes”.

Nos fins de semana, milhares de turistas vão para Embu atrás de objetos de decoração, artesanato, peças de antiguidade e móveis rústicos.

No Centro Histórico, o emaranhado de lojas divide espaço com construções como a Igreja Nossa Senhora do Rosário, convertida em Museu de Arte Sacra.

Santana de Parnaíba

Santana de Parnaíba é lembrada por ter uma das mais famosas festas de Corpus Christi do país. Para o evento religioso, celebrado com missas e procissões, os habitantes se unem para enfeitar as principais ruas da cidade com flores e serragem colorida. O ponto alto da festividade acontece no largo da Igreja Matriz. O Centro Histórico, com preservados casarões dos séculos 17 a 19, também é um passeio agradável.

Cotia

Os abastados moradores dos condomínios fechados da região fizeram surgir em Cotia um badalado pólo gastronômico, especialmente entre a Rua José Félix de Oliveira e a Avenida São Camilo, no bairro da Granja Viana.

As melhores atrações da cidade estão distribuídas pela Rodovia Raposo Tavares – crianças descobrem a vida rural na Bichomania e no Pet Zoo, marmanjos dão uma de piloto no Kartódromo e todos se encantam com o belíssimo Templo Zu Lai, o maior monastério budista da América Latina.

Barueri

Barueri está próxima à capital paulista, concentra bairros de alto padrão com condomínios fechados, como Alphaville, Tamboré e Aldeia da Serra, além de importantes centros de compras e empresariais.

Carapicuíba

A cidade conta com diversos parques e praças, sendo os mais famosos deles o Parque dos Paturis no bairro Cohab V/Cohab II e o Parque Aldeia de Carapicuíba, que conta com um centro histórico fundado em 1580, que possui além de uma igreja católica fundada na época da colonização, uma biblioteca pública, uma exposição permanente sobre povos indígenas e uma delegacia de polícia, além de um pequeno centro comercial.

Na praça ocorrem várias festas ao longo do ano como a Festa de Santa Cruz, com música popular e ambiente que lembra pequenas cidades do interior.

O Parque Aldeia de Carapicuíba possui ainda um teatro ao ar livre, onde é apresentada todos os anos a peça A Paixão de Cristo, além de shows para o dia da criança. Carapicuíba tem outro pequeno teatro localizado no centro da cidade próximo à Câmara dos Vereadores.

Há ainda diversos outros pontos de lazer espalhados pela cidade, como o Parque do Planalto, Praça das Árvores, Parque da Lagoa, entre outros.