38ª edição da Rolex Ilhabela Sailing Week reúne principais campeões

Tema:Iatismo
Autor: Redação 360 Graus
Data: 8/7/2011

As águas do canal de São Sebastião já têm como tradição assistir ao encontro de grandes nomes do iatismo. Quando a competição da vez é a Rolex Ilhabela Sailing Week, então, a disputa alcança o patamar de “mais importante evento náutico da América Latina”.

Nesta 38ª edição, os melhores iatistas do Brasil – e muitos deles do mundo – estarão mais uma vez presentes a bordo de suas embarcações, onde, após uma semana de regatas, esperam levantar o almejado troféu.

Para 2011, a organização manteve o nível de competitividade que marcou as últimas edições, limitando o número de inscritos em 150 barcos. Entre os cerca de 2000 velejadores de alto gabarito destacam-se alguns multicampeões. Como exemplos, estão os irmãos Lars e Torben Grael, além de Bruno Prada, Mário Buckup, Eduardo Penido, Boris Ostergren, etc., que encabeçam uma extensa lista.

Torben, maior medalhista olímpico do Brasil, quer adicionar mais um título para sua larga coleção. Ele compete pela classe de monotipos S40, o que confere equilíbrio especial à disputa: "Classes monotipo sempre tendem a ser mais competitivas, com barcos praticamente iguais, o que enfatiza a qualidade das tripulações", explica.

O comandante do Mitsubishi/Gol considera a internacionalização da classe como importante, mas aponta a qualidade dos velejadores brasileiros como chamariz para a presença cada vez mais marcante de estrangeiros na Rolex Ilhabela Sailing Week: "O intercâmbio é sempre bom. Mas o Brasil tem grandes velejadores de nível internacional, que muitas vezes acabam servindo também de incentivo para que os estrangeiros venham aqui velejar. O fato do S40 ser um monotipo de oceano, sem regras de tempo corrigido, com veleiros rigorosamente iguais, também acaba atraindo o pessoal", considera Torben Grael.

Outros competidores de peso também aguardam o sinal de largada para a primeira regata com ansiedade. Maior vencedor da Rolex Ilhabela Sailing Week, Eduardo Souza Ramos está em Ilhabela justamente para defender o título conquistado no ano passado a bordo de seu S40 Pajero. Um dos maiores incentivadores da classe, ele diz o que espera para essa semana:

“Estou muito satisfeito em participar de mais uma Rolex Ilhabela Sailing Week. Esse ano será ainda mais competitivo; todas as tripulações estão entrosadas e a qualidade cresceu”, acredita. Para Souza Ramos, os S40 consolidaram-se definitivamente como categoria: “Sempre acreditamos nos monotipos de oceano. Há dois anos, éramos cinco em Ilhabela. Ano passado fomos nove. Em 2011 seremos 14, provavelmente”. O comandante do Pajero descarta o favoritismo na classe: “Chegamos com pouca ‘água’ este ano. Mas será prazeroso como sempre”, completa.

Outro acostumado às vistorias nas raias de Ilhabela, Ernesto Breda chega para defender o título do ano passado na ORCi 500 com seu Touchè Super. A vitória em 2010 lhe valeu o relógio Rolex, que motivou o seguinte comentário do campeão: “Pode avisar que ele funciona excepcionalmente bem!”.

O empresário destaca os resultados recentes e indica acreditar na segunda conquista consecutiva em Ilhabela: “Viemos de vitórias no brasileiro, no sul-americano e agora na Copa Suzuki. Então a expectativa é a melhor possível”, adianta.

O Touchè trocou três integrantes da tripulação, mas, segundo o comandante, isso não é motivo de preocupação: “Todos se adaptaram extremamente bem.” Ernesto Breda está otimista, mas destaca que em 2011 a Rolex Ilhabela Sailing Week deverá ser mais disputada: “Como todos os ORC andarão juntos, este ano não poderemos nos preocupar apenas com barcos de nossa categoria. Acredito que a estratégia será andar o mais na frente possível. Isso deve equilibrar a disputa e premiar, ao final, aquela tripulação que mantiver maior regularidade durante a semana”, prevê.

Inovações também em outras classes

No total, seis classes estarão nas raias em 2011: S40, ORCi, ORCc, (com duas subdivisões cada), HPE 25, J-24 e BRA-RGS. São esperadas disputas equilibradas em todas elas. No ano passado, por exemplo, a ORCi 600 só conheceu seu campeão após a avaliação do quarto critério de desempate, com as tripulações já desembarcadas, aguardando nas dependências do Yacht Club de Ilhabela.

O Campeonato Sul-Americano das classes ORC Internacional e ORC Club também estará em disputa em Ilhabela. A competição tem sua segunda e última etapa no litoral norte paulista. O campeonato, organizado pelo Yacht Club Ilhabela (YCI) em parceria com o Yacht Club Argentino, teve sua primeira rodada realizada em janeiro, na Argentina.

Navegarão pelas raias do canal embarcações do Brasil, da Argentina, do Uruguai, do Chile e uma visitante especial vinda do Catar.

Para receber a todos, a Rolex Ilhabela Sailing Week apresenta inovações para sua 38ª edição. Neste ano, as classes HPE 25 e S40 terão seus protestos julgados por árbitros da ISAF posicionados dentro da água. Além de acelerar as decisões das contendas, o sistema aproxima ainda mais a competição de Ilhabela aos modelos internacionais. "Será um verdadeiro upgrade para a Rolex Ilhabela Sailing Week 2011", considera José Nolasco, diretor de vela do Yacht Club de Ilhabela (YCA). O método vai evitar também que os velejadores recorram à Sala de Protestos dentro do YCA.

As regatas poderão ser acompanhadas por iPhone, cujos resultados serão transmitidos em tempo real via aplicativo específico. O sistema permitirá ainda o acesso a serviços como previsão do tempo, imagens das regatas, além da relação dos barcos, suas categorias, características e tripulação.

O aplicativo encontra-se disponível na App Store da Apple. Para baixá-lo, basta digitar a senha RISW na área de busca. A instalação é gratuita.

A Rolex Ilhabela Sailing Week

Com patrocínio titular da Rolex desde 2007, a Rolex Ilhabela Sailing Week comprovou seu potencial e consolidou-se como um evento náutico de nível internacional. A parceria com a empresa suíça contribuiu fortemente para o aumento da qualidade, do prestígio e da divulgação do evento, gerando interesse estrangeiro cada vez maior e fazendo com que o número de velejadores inscritos e o nível das embarcações atingissem patamares inéditos.

Deste modo, a Rolex Ilhabela Sailing Week confirmou sua posição como o maior evento náutico da América Latina ao mesmo tempo em que passou a fazer parte de uma lista seleta de eventos internacionais patrocinados pela Rolex, que tem sua marca associada a alguns das principais competições esportivas do mundo.

Programação

2 de julho 20h – Abertura Oficial da Rolex Ilhabela Sailing Week

3 de julho 09h30 – Regata Alcatrazes por Boreste – Marinha do Brasil 09h45 – Regata Ilha de Toque-Toque por Boreste 10h00 – Regata Renato Frankenthal – HPE 25

4 de julho – Dia Livre

5 de julho 12h00 – Regatas 18h00 - Premiação Fita-Azul das Regatas de Percurso

6 de julho 11h00 – Regatas de Percurso Médio 17h30 – Evento no YCI

7 de julho 12h00 – Regatas 17h30 – Evento no YCI

8 de julho 12h00 – Regatas 17h00 – Evento no YCI 19h00 Premiação dos Campeonatos em paralelo

9 de julho 12h00 – Regatas 17h00 – Evento no YCI 19h30 – Primeira premiação da Rolex Ilhabela Sailing Week 21h00 – Segunda premiação da Rolex Ilhabela Sailing Week

Lista de ganhadores

2010

S40 1º Pajero (BRA)

ORC Internacional 500 1º Touchè Super (BRA)

ORC Internacional 600 1º Ventaneiro (BRA)

2009

S40 1º Cusi 5 (ARG)

ORC Internacional Geral 1º Loyal (BRA)

ORC Club Geral 1º Katana II (BRA)

2008

ORC Interncional 500 1º Mitsubishi Motors/Gol (BRA)

ORC Internacional 600 1º Ventaneiro (BRA)

ORC Club Geral 1º Katana II (BRA)

2007

IMS 500 1º Personal (ARG)

IMS 600 1º Capin Canela (BRA)

ORC Club 1º Matrero (ARG)





© Copyright 1998 - 2012 - 360 GRAUS MULTIMÍDIA
Proibida a reprodução integral ou parcial, para uso comercial, editorial ou republicação na Internet, sem autorização mesmo que citada a fonte.

Compartilhe:


Livros:

Equipamentos: