Expedição Massaguaty atravessa um dos pontos mais difíceis: Joatinga

Tema:Expedições
Autor: Redação 360 Graus
Data: 16/11/2010

Após remar por mais de 200 quilômetros entre a praia de Massaguaçu, em caraguatatuba (SP), e a charmosa carioca Paraty, captando belíssimas imagens, conhecendo a cultura caiçara e registrando encantos e problemas de uma costa abençoada, os cinco remadores da Expedição Massaguaty atravessaram um dos pontos mais esperados do desafio: enfrentar a Ponta da Joatinga.

Experientes caiçaras, velejadores e marinheiros, todos são unânimes em afirmar que quando o assunto é a famosa Joatinga, no extremo sul do litoral fluminense, todo cuidado é pouco. Em uma de suas entrevistas, o aventureiro Amyr Klink chegou a comentar: “Acho a Joatinga mais perigosa que o próprio cabo Horn”.

Apesar do perigo e de todos os contos verídicos de embarcações que naufragaram na região entre as Pontas Negra e da Joatinga, desta vez, Iemanjá estava ao lado dos cinco amigos da Expedição Massaguaty. Os caiaques cruzaram o trecho passando a poucos metros das pedras, sem grandes problemas. “Pescadores diziam que éramos loucos em atravessar esta região remando, mas para chegar em Paraty, tínhamos que passar por lá. Temos que agradecer aos deuses do mar, pois pegamos um dia lindo e sem incidentes”, comenta o jornalista João Almeida, um dos integrantes do Massaguaty.

O maior desafio da Expedição aconteceu um dia antes de cruzarem a Joatinga, na também perigosa Ponta Negra. Os remadores seguiam rumo a praia de Martim de Sá, quando foram surpreendidos por uma tempestade forte e repentina, com ventos de cerca de 30 nós, obrigando-os a acamparem na comunidade da praia de Ponta Negra, onde vivem cerca de 60 famílias de pescadores. “Passamos um grande susto com a rajada de vento e chuva, mas logo conseguimos desembarcar em segurança e fomos recepcionados por uma amável comunidade de caiçaras que vivem quase isolados, em um pequeno paraíso”, conta Eduardo Standerski, especialista em informática e integrante da expedição.

Estes dois dias de aventura foram realizados nos dias 6 e 7 de novembro, referentes as etapas 7 e 8 de um total de 11 previstas para a conclusão da Expedição-Documentário. Os cinco remadores já chegaram até o belíssimo refúgio do Pouso da Cajaíba em Paraty, onde em breve partirão para uma etapa dupla, circundando o saco do Mamanguá, o único fiorde brasileiro, até a praia de Paraty Mirim. Cerca de 90 quilômetros separam os desbravadores de seu destino final, a Vila de Paraty. A chegada da Expedição, prevista para o início de dezembro, será celebrada com uma festa organizada pela prefeitura da cidade fluminense.

Até logo especial Ao serem resgatados de barco da praia da Cajaíba, rumo a marina em Paraty, a equipe Massaguaty recebeu um presente de “até breve”. Eram cerca de 150 golfinhos que seguiam um cardume e passaram pelo barco da Expedição, deixando a certeza de que este é realmente um dos mais incríveis paraísos do mundo.

Sobre a Expedição Massaguaty - De Massaguaçu a Paraty, mais de 100 paraísos Tropicais.

Cinco amigos decidiram apostar em um sonho: serpentear de caiaque um dos trechos mais lindos do litoral brasileiro, documentando quase 300 km de costa, em 11 dias não consecutivos de remada. A ideia é mostrar que pessoas comuns, que não são atletas ou militares, podem realizar um projeto desafiador, unindo natureza, cultura e esporte. Ao longo do percurso a Expedição produzirá reportagens especiais sobre a vida caiçara, meio ambiente e outras curiosidades. O resultado se transformará em um belíssimo documentário. Participam do projeto os idealizadores Carlos Marcondes, Eduardo Standerski, Gustavo Nogueira, João Almeida e Marcelo Liochi.

Carbono Zero A questão ambiental é uma das principais bandeiras da Expedição Massaguaty. Além de mostras as belezas do litoral e levantar denúncias, o projeto também irá neutralizar toda emissão de carbono feita durante a realização das etapas. Tudo que for gerado de CO2 com os deslocamentos de carros da equipe, e com a fabricação dos equipamentos utilizados, será neutralizado através do plantio de árvores feito pelos membros da Expedição. É um compromisso do projeto Massaguaty.





© Copyright 1998 - 2012 - 360 GRAUS MULTIMÍDIA
Proibida a reprodução integral ou parcial, para uso comercial, editorial ou republicação na Internet, sem autorização mesmo que citada a fonte.

Compartilhe:


Livros:

Equipamentos:

  • Parati: charmosa, elegante e cheia de histórias de aventuras
    Lugares
    Parati: charmosa, elegante e cheia de histórias de aventuras
  • Parque Nacional de Monte Roraima
    Parques
    Parque Nacional de Monte Roraima
  • Rota dos Sonhos: trilhas, cultura e muita aventura
    Lugares
    Rota dos Sonhos: trilhas, cultura e muita aventura
  • Parque Nacional Marinho dos Abrolhos
    Parques
    Parque Nacional Marinho dos Abrolhos
  • Parque da Restinga de Jurubatiba. Equilíbrio Biológico Global
    Ecoturismo
    Parque da Restinga de Jurubatiba. Equilíbrio Biológico Global
  • Penedo: conheça a bela 'pequena Finlândia' do Brasil
    Ecoturismo
    Penedo: conheça a bela 'pequena Finlândia' do Brasil