Uma breve história das expedições

Tema:Expedições
Autor: Tatiana Gerasimenko
Data: 8/10/2007

Assim que os ciganos chegaram ao vilarejo de Macondo, o pequeno Aureliano pôs-se a observar as fantásticas demonstrações do grupo. A novidade da vez era um enorme bloco transparente. O gelo. Então ele deu um passo a frente, encostou a mão e, deslumbrado, afirmou: "Está fervendo". Foram Cem Anos de Solidão relatados no livro de Gabriel Garcia Marques, ilustrando parte da essência humana: o desejo de ir além, conhecer novas possibilidades de vida, refugiar-se em algum sonho bom, onde a limitação dos homens fosse superada pela descoberta.

Desde os primórdios, façanhas humanas driblaram a natureza. Exercícios de criatividade e perspicácia ajudaram aqueles desconhecidos exploradores na procura de alimentos. Depois, a descoberta do fogo. Investidas em solos virgens foram aprimoradas e o tédio crescente em relação aos territórios já conhecidos era, enfim, amenizado com a promessa do novo. A partir daí, a exploração assumia um significado diferente. Descobrir não era apenas uma forma de lutar pela sobrevivência, mas de superar os próprios limites com coragem e conhecimentos.

De fogo ou de bússola, o novo explorador estaria apto a desvendar os mistérios das florestas cerradas e dos mares. Cada conhecimento seria incorporado na aventura, e as estrelas passariam a servir como um complexo e eficiente guia para os desbravadores. O sonho de cada história imaginada se tornaria realidade, e as especulações a respeito do mundo seriam colocadas à prova. Daí por diante, nem o céu seria o limite.

O homem mostrou que realmente podia muito mais do que imaginava. Terras desconhecidas apresentaram novos povos, diferentes formas de viver e se relacionar com a natureza. Deste intercâmbio de conhecimentos surgiram outras vontades e diferentes maneiras de explorar cada espaço existente. Chegava a hora de inverter a situação: se num primeiro momento as expedições pretendiam desvendar o mundo, agora era necessário descobrir os próprios limites do corpo humano. O físico e o mental deveriam passar pelos testes da própria natureza.

Nesta reportagem:

» Uma breve história das expedições
» O começo da descoberta
» A imaginação instiga o explorador
» Quem não tem medo se adianta
» O planeta em detalhes
» História sem fim





© Copyright 1998 - 2012 - 360 GRAUS MULTIMÍDIA
Proibida a reprodução integral ou parcial, para uso comercial, editorial ou republicação na Internet, sem autorização mesmo que citada a fonte.

Compartilhe:


Livros:

Equipamentos:

  • Parati: charmosa, elegante e cheia de histórias de aventuras
    Lugares
    Parati: charmosa, elegante e cheia de histórias de aventuras
  • Parque Nacional de Monte Roraima
    Parques
    Parque Nacional de Monte Roraima
  • Rota dos Sonhos: trilhas, cultura e muita aventura
    Lugares
    Rota dos Sonhos: trilhas, cultura e muita aventura
  • Parque Nacional Marinho dos Abrolhos
    Parques
    Parque Nacional Marinho dos Abrolhos
  • Parque da Restinga de Jurubatiba. Equilíbrio Biológico Global
    Ecoturismo
    Parque da Restinga de Jurubatiba. Equilíbrio Biológico Global
  • Penedo: conheça a bela 'pequena Finlândia' do Brasil
    Ecoturismo
    Penedo: conheça a bela 'pequena Finlândia' do Brasil