Todas as formas de Barcelona

Autor: Tito Rosemberg
Website: www.titorosemberg.com.br
Data: 28/2/2004

Depois dos anos de obscurantismo político e cultural forçado pelo ditador Franco, a Espanha é hoje um dos países mais progressistas, e onde está a economia que mais cresce na Europa.

O salto da violenta repressão ao pleno exercício da cidadania trouxe ao país um frescor que causa admiração em quem o visita. A região da Catalunha, onde fica Barcelona, sempre foi reprimida por Franco, que chegou a impedir que os nativos usassem o dialeto catalão, amplamente utilizado por trás das portas fechadas.

Com a morte de Franco, a Espanha, e a Catalunha despertaram de um profundo torpor para tornar-se um dos maiores centros culturais do mundo, e Barcelona é sem dúvida onde está a vanguarda artística do país. Os catalães hoje orgulham-se de uma cidade que atrai turistas em busca de um passado ainda vivo nas ruelas do Bairro Gótico, que contrasta com a modernidade artística exposta em centenas de galerias.

A prefeitura da cidade esforça-se para ser a primeira do mundo a estar completamente informatizada, e oferece grátis a todos os seus habitantes um E-mail individual, e o acesso através da Internet a todos os serviços públicos. O centro da agitação está em La Rambla, uma larga avenida onde uma multidão de residentes e turistas se encontra no final de tarde para passear, tomar uma cerveja e dedicar-se ao voyeurismo explícito.

Entre os gênios que viveram em Barcelona está o arquiteto Gaudí , que deixou belas e estranhas construções espalhadas pela cidade, Juan Miró, a quem hoje é dedicada uma fundação com um museu imperdível e Pablo Picasso, que lá viveu de 1895 a 1897 e de 1901 a 1904, e que hoje tem suas obras expostas num museu bem no centro histórico.

Gaudí, que viveu entre 1852 e 1926, deixou suas obras em diversas partes da cidade, que hoje tornaram-se roteiro obrigatório para legiões de admiradores que muitas vezes vão à Barcelona só para conhece-las.

O carro chefe dos turistas "gaudianos" é sem dúvida nenhuma a monumental catedral medieval da Sagrada Família cuja construção foi iniciada em 1883 (quando o arquiteto tinha apenas 31 anos mas já era considerado um gênio) e ainda hoje não terminada.

Outras obras de Gaudí que não devem ficar fora do roteiro são o amplo e exótico Parque Güell (entrada grátis) e o Palácio Güell (Nou de la Rambla 5), que tomaram seus nomes do rico empresário que era um dos maiores admiradores, e financiadores, de Gaudí, bem como diversos edifícios residenciais, entre eles um conhecido como "La Pedrera" (Passeo de Gracia 92), uma obra abstrata, onde o arquiteto demonstra todo seu desprezo pelas formas retilíneas que caracterizam os edifícios modernos, utilizando exclusivamente formas da natureza.

A melhor forma de conhecer Barcelona é a pé, perdendo-se entre as ruas do centro onde fervilham milhares de bares que servem "tapas", espécie de aperitivos quase sempre com frutos do mar, excelentes acompanhamento para um cálice de vinho tinto de Rioja, considerados um dos melhores do mundo.

As praias de Barcelona não são lá tão interessantes para quem, como os brasileiros, está acostumado à pujança tropical, mas mesmo assim oferecem um refúgio seguro para quem durante o dia quiser escapar da grande metrópole, e durante a noite divertir-se ao ar livre em um dos muitos bares à beira mar.

Outro aspecto que torna Barcelona um destino prazeroso para o viajante, é a temperatura agradável quase o ano todo, não somente por estar ao sul da Europa, mas também porque a cidade tem um grande litoral exposto ao Mediterrâneo que reduz o frio e oferece o peixe, abundante na cozinha catalã.

Cheia de calor humano, uma característica dos catalãos, Barcelona vibra tanto de dia como à noite devido ao estilo de vida boêmio de seus habitantes, que faz da cidade um ponto de passagem obrigatório para as mais modernas exposições de arte.

Por seu estilo de vida moderno, culinária impecável e pujante cena artística, Barcelona é hoje ponto de encontro obrigatório para quem deseja conhecer a verdadeira alma da Europa.

Dicas
Não deixe de experimentar os petiscos chamados de "tapas', que normalmente são servidos em diversos bares no final da tarde, quando os barcelonenses saem do trabalho e encontram-se em torno de taças de vinho tinto.

Atenção com os nomes de ruas, que nos últimos tempos foram quase todos trocados do idioma espanhol pelo catalão, nem sempre parecido. Muitos nativos quase que se recusam a falar castelhano. Vale a pena ter paciência. Barcelona tem uma bela rede de ciclovias. Bicicletas podem ser alugadas em diversos pontos da cidade.

Mesmo se ainda muito típicas, aconselha-se às pessoas sensíveis de evitarem ir a uma tourada (Corrida de Toros), espetáculo bárbaro "ainda" idolatrado pelos espanhóis, onde o vermelho, alem das capas dos toureiros, brota no sangue que escandaliza os amantes dos animais mundo afora.

Não perder: um passeio pelo Bairro Gótico, a região de Barceloneta, onde do alto da colina de Montjuic há uma bela vista da cidade e do porto, a Plaça Reial e suas palmeiras e cafés ao ar livre.

Como em todas as metrópoles do mundo, o desemprego é um dos maiores problemas da Espanha e portanto os batedores de carteira estão em franco crescimento. Deixe documentos e dinheiro no hotel ou pensão. Não exiba em lugares ermos sua fulgurante câmera fotográfica.

Onde ficar
Além dos hotéis que estão em todos os guias de viagem, há uma infinidade de pequenas pensões prontas para abrigar os viajantes com poucos recursos. Basta sair caminhando pelas ruas que circundam a Rambla para encontrar em pelo coração de Barcelona, quartos simples mas limpos e seguros, por menos de 30 dólares ao dia. Procure o cartaz que diz "Habitaciones".

Mande uma mensagem para o autor: Tito Rosemberg
Website: www.titorosemberg.com.br

Todas as colunas

 

Nota do editor: o texto desta coluna não reflete necessariamente a opinião do site 360 Graus, sendo de única e exclusiva responsabilidade de seu autor.





© Copyright 1998 - 2012 - 360 GRAUS MULTIMÍDIA
Proibida a reprodução integral ou parcial, para uso comercial, editorial ou republicação na Internet, sem autorização mesmo que citada a fonte.

Compartilhe:


Livros:

Equipamentos:

  • Parati: charmosa, elegante e cheia de histórias de aventuras
    Lugares
    Parati: charmosa, elegante e cheia de histórias de aventuras
  • Parque Nacional de Monte Roraima
    Parques
    Parque Nacional de Monte Roraima
  • Rota dos Sonhos: trilhas, cultura e muita aventura
    Lugares
    Rota dos Sonhos: trilhas, cultura e muita aventura
  • Parque Nacional Marinho dos Abrolhos
    Parques
    Parque Nacional Marinho dos Abrolhos
  • Parque da Restinga de Jurubatiba. Equilíbrio Biológico Global
    Ecoturismo
    Parque da Restinga de Jurubatiba. Equilíbrio Biológico Global
  • Penedo: conheça a bela 'pequena Finlândia' do Brasil
    Ecoturismo
    Penedo: conheça a bela 'pequena Finlândia' do Brasil